This Page in English  

Saltar para: Menu Principal, Conteúdo, Opções, Login.

Ajuda Contextual  
Você está em: Início > Cursos > Disciplinas > SS71104
Menu Principal
Autenticação




História do Serviço Social

Código: SS71104    Sigla: HSS

Ocorrência: 2010/2011 - 2S

Secção: Serviço Social

Cursos

Sigla Anos Curriculares Nº de Alunos
LSS1

Docência - Horas

Teóricas: 2

Tipo Docente Turmas Horas
Teóricas Totais 2 4,00
Berta Granja   4,00

Língua de Ensino

Português

Objectivos

Iniciar aquisição de conhecimento sobre a disciplina profissional do serviço social e iniciar a construção de uma cultura e identidade profissional
a) Construir uma concepção de sociedade não determinista, considerando os problemas sociais como uma construção social.
b) Criar disposições pessoais para perspectivar como possível o desenvolvimento económico, social e cultural numa base de princípios e valores humanista e de reforço do funcionamento democrático da sociedade
c) Identificar as interdependências entre a construção da disciplina profissional e a evolução das ciências sociais e humanas, problemas sociais, as relações sociais, papel do estado e condições objectivas das sociedades locais, nacionais e internacionais;
d) Identificar a articulação entre as ciências sociais, as políticas socais e evolução da disciplina profissional do serviço social, seus modelos de intervenção como condição fundamental para a construção da profissão dos assistentes sociais.
Objectivos específicos da disciplina:

a) Compreender a evolução da profissão do Assistente Social na sua relação com as metamorfoses da questão social em Portugal;
b) Apreender as relações entre as características sócio ideológicas dos profissionais e a natureza do exercício profissional nas diversas fases sócio históricas;
c) Iniciar a sistematização e objectivação do conhecimento sobre as práticas profissionais e sua evolução;
d) Iniciar a identificação dos factores e exigências da evolução da construção do saber do serviço social como saber de acção que articula saberes teóricos, processuais, saberes fazer técnicos, saberes relacionais e ético políticos e sensibilidade social e é por isso complexo multi e inter disciplinar;
e) Compreender os desafios actuais para a consolidação da profissão;
f) Iniciar o desenvolvimento de algumas das características identitárias dos futuros assistentes sociais:

• Contribuir para a autonomia dos alunos na aquisição da sua própria concepção do mundo para assegurar a coerência na acção de acordo com essa concepção, seus valores e princípios deontológicos;
• Desenvolver a criatividade e capacidade de adaptação a problemas novos;
• Construir atitudes propiciadoras de auto formação e auto reflexividade;
• Iniciar e desenvolver sensibilidade social como faculdade para perceber as necessidades, problemas, emoções e valores dos grupos desfavorecidos.


Programa

1º A génese do serviço social e o início da qualificação (Início do séc. XX até anos 50)

a) Condições de vida das classes trabalhadoras e exploração da mão-de-obra na indústria e agricultura, os movimentos operários e sociais a repressão e a necessidade de legitimação do regime no Estado Novo:
b) Emergência da formação em serviço social - valores éticos da formação –a doutrina social da Igreja como instrumento de legitimação da intervenção em serviço social e a ideologia corporativa do regime relativamente às relações laborais;
c) Saberes e competências baseadas no modelo médico: exercer controlo social para garantir educação sanitária, higiene e saúde das populações pobres; prestar apoio psicológico para alteração de comportamentos com educação parental e gestão doméstica;
d) O serviço social dirigido para os indivíduos, (trabalhadores, crianças, mulheres) e famílias das classes desfavorecidas em contexto rural e urbano centrado na provisão de recursos materiais e educação social das famílias.

2º O esforço de legitimação da profissão num quadro de alargamento incipiente das políticas sociais durante o Estado Novo.(Anos 60 até 1974)

a) A evolução da economia e evolução da estrutura da sociedade portuguesa, condições de vida das populações e o surto migratório – extensão das medidas de segurança social à população trabalhadora - emergência e evolução da segurança social;
b) A guerra colonial e o crescimento e alargamento da contestação ao regime – o seu isolamento internacional;
c) Evolução do campo de trabalho dos assistentes sociais - a procura de novos modelos de intervenção:
d) Os movimentos sindicais, estudantis católicos e democráticos de oposição ao regime – a sua influência da formação em Serviço Social:
e) A emergência de uma perspectiva crítica acerca das relações de dominação – a tensão da identidade profissional:

3º A revolução de Abril – O Estado Democrático (1974 / 1985)

As mudanças produzidas na sociedade portuguesa –factores que condicionam as práticas assistencialistas e a emergência das práticas transformadoras

a) A queda do regime autoritário e a consolidação do reconhecimento dos direitos políticos, sociais e económicos das populações. A emergência do Estado de Bem-Estar em Portugal – papel importante do estado no plano económico e politicas sociais;
b) A crise económica mundial e o crescimento do desemprego e particularidades da evolução da economia nacional e suas consequências nas condições de vida das populações;
c) As políticas sociais públicas e o alargamento do campo de intervenção dos assistentes sociais;
d) O papel da sociedade civil nas respostas aos problemas e necessidades da população –as Instituições Privadas de Solidariedade Social, estatuto, recursos e o papel dos assistentes sociais;
e) O reconhecimento da licenciatura em Serviço Social, a formação pós-graduada e a investigação em serviço social.

4º – A multiplicidade de meios técnicos e organizacionais e o enfrentamento dos problemas e rupturas sociais provocados pela desregulação (1985 até 2007)

a) A integração na EU e a ampliação dos recursos das políticas sociais;
b) Retracção das tendencias de consolidação do estado de bem-estar com reforço das logicas económicas e tecnocráticas e redução das responsabiliaddes colectivas do estado numa situação social de agravamento de velhos problemas e o surgimento de novos fenomenos:
c) Os desafios às praticas profissionais

5ª - O serviço social como disciplina de base científica e a construção da identidade profissional:

a) A investigação em serviço social;
b) A importancia da escrita profissional;
c) Os actores colectivos e a construção da identidade profissional.

Bibliografia Principal

CASTEL, R;As metamorfoses da questão social - uma crónica do salário, Petrópolis: Editora Vozes, 1999
GRANJA, B.;O estágio curricular como espaço nuclear na cosntrução ds competencias profissionais: o caso do serviço social , Construindo o serviço social. Nº 16 Bauru, 2005
GRANJA B., Pinto, Mª Luisa C. (Emmanuel JOVELIN;Histoire de la profession de service social au Portugal , Paris: Vuibert , 2008
MARTINS, A.;A genese, emergência e institucionalização do serviço social Português , Lisboa: Fundação calouste Gulbenkian, 1999
MOURO H.; CarVALHO, A.;O serviço social no Estado Novo , Coimbra: Centelha, 1987
RICHMOND, Mary;Diagnóstico Social, Lisboa: Instituto Superior Ricardo Jorge, , 1950

Métodos de Ensino

Processo assumido pela docente com exposições apoiadas em enquadramentos estruturados das diferentes partes do conteúdo em quadros elaborados com objectivo de serem divulgados durante as aulas por meios visuais
Debates nas aulas sobre as matérias expostas


Obtenção de Frequência

Avaliação distribuída
Realização de três provas individuais de avaliação a realizar fora do horário das aulas
Exame final - Prova de avaliação no final do semestre

Cálculo da Classificação Final

Media aritmética obtida nas três provas de avaliação distribuida.

Opções
Página gerada em: 2014-04-25 às 07:18:33